bicicleta na veia farol k-lite caminho do itupava pedal curitiba

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Dom Pedro -Trilha do Alemão - Graciosa - Morretes

A saudade bateu forte e, neste sábado (25), 8 bikers resolveram que era hora de encarar novamente a Serra da Graciosa.
Partindo às 9h15min do Big (Sta Cândida), seguimos para Quatro Barras, via Alphaville. Ao passar pela região meu pneu furou. Câmara trocada, seguimos para Quatro Barras, local onde paramos para um rápido café.

Ingressando na Estrada Dom Pedro parte do grupo resolveu dar uma esticada até a Ponte do Arco. 



A bela paisagem, cortada pelas fortes subidas e descidas desafiadoras, fazem daquela estrada uma excelente opção para a prática do ciclismo.
 Com a chegada de todo o grupo na Ponte do Arco - inclusive do nosso carro de apoio pilotado pelo nobre amigo Djeferson - retomamos o pedal.



Com mais uma pegada forte foi a hora de esperar o restante dos bikers na entrada da Trilha do Alemão. Como o pessoal estava em ritmo de cicloturismo, Cap. Nascimento deu a ideia de sinalizar a entrada para podermos continuar com nosso pedal. E assim foi feito!


Finalmente pude estrear a Trilha do Alemão de bike. Uma excelente opção para quem não resiste a uma trilha técnica, com muitas pedras e barro.

video



Chegando na Serra da Graciosa fomos recepcionados por uma fina garoa e uma aveludada cortina de neblina. 


O tráfego intenso, a neblina, a garoa, o piso molhado e escorregadio exigiu atenção redobrada, pois sabíamos que uma falha poderia ser o fim do passeio e o início de mais uma visita ao Hospital de Morretes.


Porém, descemos o histórico trajeto sem problemas maiores. Ajudamos a Super Kátia na troca de sua retalhada câmara traseira - culpa do Cap. Nascimento - e rumamos para o trecho final da serra.

Em São João da Graciosa a Super Kátia e sua fiel escudeira Simone - que haviam ido de carro até o portal da Graciosa para descer a serra de bike - resolveram almoçar em Antonina, os demais tinham encontro marcado no Restaurante Rota do Sol, em Morretes.




Os 13 km finais foram percorridos rapidamente quando, finalmente, ultrapassamos a igrejinha e avistamos as imponentes palmeiras imperiais do Colégio - o restaurante fica na frente. 

Era hora do merecido almoço!


Entre muito bate-papo e confraternização não faltou cervejinha gelada com muito camarão... hehehehe...


No retorno, o nosso carro de apoio - pilotado pelo Djeferson - estava à postos. Com as bikes todas na carreta era hora de subir a serra.
A noite já tomava conta do céu quando chegamos ao nosso ponto final, felizes e satisfeitos por mais um super pedal.


Dados do Pedal:



Participantes: 8 bikers

Quilômetros rodados: 72 km
Tempo: 4hs
Imprevistos: 2 pneus furados
Nível: médio
Beleza Natural: 5 estrelas (uma até cinco estrelas)

2 comentários:

  1. show de bola
    quero passar por essa trilha do alemão hein
    vamos q vamos

    ResponderExcluir
  2. Excelente pedal, pena que asfaltaram a Dom Pedro.

    Abraços

    http://fabriciosouza.com

    ResponderExcluir