bicicleta na veia farol k-lite caminho do itupava pedal curitiba

domingo, 31 de outubro de 2010

Pedal Curitiba - Campo Largo - Bateias - Campo Magro (77km)

Neste domingo de eleição presidencial, apenas 4, digo, 5 bikers apareceram para o tradicional pedal que saí em frente ao Tribunal de Contas, no Centro Cívico. Desses, somente eu, Ângelo, Afonso e Gabardo foram para o pedal, pois o quinto biker - como estava em franca recuperação de um acidente ciclístico - resolveu se poupar.


Assim, após algumas sugestões, o grupo definiu que o pedal seria para Campo Largo, passando por Bateias e Campo Magro, chegando em Curitiba, pelo bairro Santa Felicidade.


Saímos da praça às 9h10min e logo estávamos na BR-277, com destino a Campo Largo. O pedal pela BR é perigoso, mas isso não impede que um grande número de bikers se encontrem no trecho, sendo um circuito muito utilizado por ciclistas, ou mesmo, por corredores de rua, que se interessam por corridas mais longas.


Com bom ritmo o grupo chegou em Campo Largo sem problemas. No viaduto, logo após a bela igreja da BR, pegamos à direita, com destino a Bateias, conforme sugestão do Gabardo.


Seguindo pelo asfalto, chegamos a uma curta estrada de terra, que nos levou até a estrada que liga Campo Largo-Bateias.


A estrada é muito calma, bonita e a cada curva uma gostosa surpresa na paisagem se revelava. As plantações da região, o visual dos morros e os belos jardins das casas, fizeram com que o desgaste físico ocacionado pelas fortes subidas fosse prontamente recompensado.


Chegando em Bateias, no trevinho, pegamos a direita e começamos o trajeto de volta. As subidas e decidas eram nossas parceiras inseparáveis, mas chegamos em Campo Magro cansados, porém inteiros.

Em Campo Magro, com 45km na bagagem, o grupo resolveu reabastecer as energias, pois até Curitiba passaríamos por um trecho onde as subidas exigiriam ainda mais dos bikers. Assim, paramos para degustar um delicioso pastelão com coca-cola, sendo que o Ângelo mandou dois deles, sem cerimônia.




Energia reposta, fomos para o trecho final.


Vencidas as famosas subidas de Campo Magro logo estávamos na Av. Manoel Ribas, já em Curitiba. O trânsito no local estava intenso fazendo com que o grupo decidisse retornar pelo Parque Tingui. Nunca tinha feito esse trajeto, mas agora posso dizer que, apesar de parecer mais curto e seguro, ele é muito mais seletivo, com várias, eu disse várias subidas dignas de empurrar a bike.


Apesar do esforço subimos todo o trecho com louvor. A propósito, na serrinha que acaba no Parque Tingui, consegui o top speed com minha bike, rompendo a barreira dos 70km/h, chegando a 70,5km/h. Sensacional!


Passando pelo Parque Tingui pegamos mais algumas lombas e nos despedimos do Afonso, por ele morar na região. Seguimos nossa saga até chegarmos na Nilo Peçanha, local em que o Gabardo se despediu pelo mesmo motivo.


Restando eu e o Ângelo, fomos juntos até a Rua Alberto Foloni, onde então foi a vez do Ângelo zarpar. Segui até o Bacacheri, chegando em minha residência, às 13h10min, após rodar 77 km.


Enfim, uma delíciosa manhã de domingo novamente se perfez.

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Pedal no Feriado de Finados - Trilha do Anhaia

No feriado do próximo dia 02 de novembro participarei de um pedal que descerá a Serra do Mar, pela Trilha do Anhaia, com destino a Morretes. 


O grupo - que contará com a participação de cerca de 10 bikers - sairá de Curitiba, às 8h30min, com chegada prevista em Morretes, às 11hs. Lá haverá uma confraternização entre os bikers, com direito ao famoso barreado e a indispensável cervejinha. O retorno a capital será de Van, com previsão de chegada às 19hs.


Os detalhes e fotos deste pedal serão postados oportunamente neste blog. Aguardem!

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Pedal Santos Andrade - Rumo Norte

O grupo que sai da Praça Santos Andrade, às 20h30min, não teve moleza no passeio/treino proposto pelo nosso Capitão Nascimento. Sem dúvida alguma o pedal realizado no dia de ontem (26.10.2010) foi o mais difícil, técnico e seletivo já enfrentado por grande parte dos seus integrantes, que era composto pelos bikers: Nascimento, Douglas, Ângelo, Fabrício, Xynezo, Júlia, Leandro, Oscar (faltaram 3 nomes).


Nosso desafio seria enfrentar as temidas subidas da Região Norte de Curitiba. E assim foi feito,em ritmo acelerado, o grupo chegou sem problemas na região do Santa Cândida. Deste ponto em diante as impiedosas subidas começaram a saltar aos olhos dos bikers. 

Como aperitivo, primeiro veio a subida da rápida Santa Cândida, que foi prontamente digerida pela galera. Na sequência, na altura do Hiper Condor, veio a segunda subida, que aqueceu definitivamente a musculatura do pessoal. Entrando pela Av. Theodoro Makiolka - rumo ao Barreirinha - seguimos para a pior subida do circuito: a da Rua Carmelina Cavassin. Simplesmente, uma ladeira que dificilmente sairá da memória dos valentes bikers, principalmente por todos terem conseguido chegar ao seu cume, com louvor.


Na continuação, com o radiador arrefecido, passamos por mais algumas subidas e, como estava faltando a cereja do bolo, resolvemos subir a ladeira do Colégio Santa Maria - sentido Mateus Leme-Nilo Peçanha - e, novamente, ninguém fez feio.


Na rua Nilo Peçanha, passamos pelo novíssimo binário criado na região, até chegarmos a bela Praça Generoso Marques (destino final) às 22h20min, com cerca de 28 km rodados.

Os principais bairros visitados foram: Centro, Centro Cívico, Juvevê, Cabral, Bacacheri, Tingui, Santa Cândida, Barreirinha, Abranches, São Lourenço e São Francisco.

Fica o convite para quem quiser participar do próximo!

domingo, 24 de outubro de 2010

Pedal: Curitiba - Campo Magro (via estrada Riviera)

Neste domingo, 24.10.2010, o tradicional grupo de pedal que sai do Centro Cívico estava incompleto, já que parte de seus integrantes foram para um pedal com destino a Guaraqueçaba (detalhes: rodalivrebikers.com.br).


Todavia, isso não impediu que os remanescentes definissem o passeio de domingo. Após algumas sugestões ficou decidido que o pedal seria para Campo Magro, via estrada da Riviera.


Saímos às 9h10min, passando pelo Ecoville, após Campo Cumprido e, na sequência, entramos na estrada da Riviera. 

A Estrada - que desemboca na BR-277 - é bem tranquila, com poucas subidas, mas com muitas áreas alagadiças. As largas poças d'água obrigaram os bikers a rodar por dentro dessas áreas alagadas, fazendo com que todas as bikes saíssem com generosas camadas de lama. A sujeira foi geral!


Com a chegada na BR-277 o grupo rumou para Campo Magro passando por dentro da Pedreira Andrauz (acho que é esse o nome). 

Nesta estrada, a trilha é legal e bem seletiva, possuindo um aclive intenso e extenso, o que exigiu grande força de todos os aventureiros. Vencida esta etapa o grupo se reagrupou no Aeroclube de Campo Magro, sendo que alguns resolveram se deleitar com o saboroso pastel servido pela cantina do local.


Barrigas cheias e energia reposta, o grupo finalmente chegou na estrada que liga Campo Magro - Curitiba.


Neste momento, em razão do avançado horário (11h30min) e do iminente compromisso de domingo com a família chegando, alguns se viram obrigados a seguir em frente, imprimindo um ritmo mais acelerado.


Eu fui um desses e, juntamente com meu amigo Leandro (leia-se: ideiasolta.net), seguimos para Curitiba.


Até chegarmos na rotatória do Contorno Sul, as subidas são longas e impiedosas, mas subimos. No limite entre os municípios de Campo Magro/Curitiba fizemos uma pausa e decidimos voltar por dentro de Santa Felicidade, pois era um caminho que ambos desconheciam.


Na divisa, o início da Av. Manoel Ribas exigiu bastante dos ciclistas, mas chegamos na região dos famosos restaurantes do Bairro, sem problemas maiores. Na verdade, o maior problema enfrentado foi sentir o cheiro e aromas que o tradicional bairro propicia aos que circulam por ali, na hora do almoço. Ansiedade controlada enfrentamos a última subida mais intensa do circuito: a do portal de Santa Felicidade.


Após essa subida eu e o Leandro nos separamos, cada um seguindo pelo caminho mais rápido até a sua residência.


O fato é que, no meu caso, depois de 54 km rodados cheguei na minha residência, pontualmente, às 13hs, prontinho para devorar o delicioso almoço preparado pela minha amada esposa.


Novamente, uma deliciosa manhã de domingo entre amigos se perfez.


(Fotos by: Leandro Hecko)





sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Pedala Curitiba (21.10.2010)

Como há tempos não via, ontem, 145 bikers se encontraram no Largo da Ordem para mais um Pedala Curitiba. O evento - que sempre conta com o apoio da Prefeitura Municipal e da Diretran - é bem eclético, leve e seguro podendo ser apreciado por qualquer pessoa acima dos 15 anos. Na verdade, é uma excelente oportunidade para o ciclista conhecer a bela capital paranaense e suas nuances, com traquilidade e conforto.

No pedal de ontem, o movimento, as luzes e cores das bicicletas fizeram um harmônico e colorido ballet pelas ruas da capital, proporcionando um belíssimo espetáculo nos 15km percorridos pelas regiões das Mercês e Champanhat.


Para os que querem participar do Pedala Curitiba o grupo se reúne todas as quintas-feiras, no Largo da Ordem, com saída pontual às 20h15min.

Obs: A idade mínima para participar é de 15 anos e o uso do capacete é obrigatório. 

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Pedal - Praça Santos Andrade (toda terça-feira)

Como tradição, ontem (19.10.2010), mais uma vez o pessoal se reuniu para mais um pedal na Praça Santos Andrade, em Curitiba. O tempo e o horário de verão laboraram a nosso favor e conseguimos reunir 21 pessoas no local para esse passeio/treino.


Na falta do comandante Elídio assumiu a liderança do grupo o Capitão Nascimento, que decidiu que os bikers iriam até o aeroporto de São José dos Pinhais. Saímos da praça às 20h30min, com o pelotão iluminando as ruas da capital e chamando a atenção por onde passava. Até o aeroporto foram rodados 18 km, em cerca de 1 hora. Com o reagrupamento do pelotão na área de embarque do aeroporto, retornamos para o centro de Curitiba.


Nesta volta, na tentativa de percorrer um caminho mais seguro (conforme sugestão de um dos participantes), o grupo acabou se perdendo e só foi reencontrar a saída após alguns minutos, quando se conseguiu avistar a continuação da Av. Marechal Floriano Peixoto (ainda em S.J. dos Pinhais). Tirando esse porém, o fato é que pudemos realizar mais um pedal super gostoso, com um grande número de participantes (alguns experientes, outros iniciantes) e sem qualquer intercorrência mais séria.


Fica aqui meu convite para quem quiser se juntar ao grupo:


Local: Praça Santos Andrade

Dia: Todas às terça-feira, 
Horário: sempre às 20:30min.
Obs: O uso do capacete é obrigatório

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Curitiba - Morretes - Curitiba (Subindo a Graciosa de Bike)

Ontem (dia 17.10.2010) Eu, Ângelo, Nascimento, Katia e Pedro (Colombiano) partimos para Morretes com destino a Serra da Graciosa. Saímos às 5h20min da manhã e descemos a Serra (via BR - 277) sem maiores dificuldades, com direito ao típico cafezinho no pedágio. Chegamos em São João da Graciosa (início da subida), por volta das 8h50min, depois de rodarmos 88 km.


Nesse ponto o grupo separou-se. A super Katia voltou a Morretes para retornar de ônibus a Capital, os demais continuaram sua saga, juntamente com os corredores de rua que estavam participando da 4ª Etapa do Circuito Gazeta do Povo.
O grupo, que se misturava com os corredores, iniciou a temida subida, com cada um fazendo seu próprio ritmo.


A evolução estava sendo boa, o tempo cooperou e, no meu caso, após subir por 5km, pude notar que minhas pernas me dariam problema. Continuei subindo e subindo e após percorridos 10km, as câimbras atacaram minha panturrilha impiedosamente, fazendo com que a decisão mais difícil para um desafiante fosse tomada: Descer da Bicicleta. 


Infelizmente, após rodar 98 km, a falta de preparo físico deixou-me no meio da estrada. Empurrando a bike por cerca de 4km (nesse caminho o Pedro se juntou a mim), avistei Ângelo e o Nascimento no início da Estrada Dom Pedro, prontinhos para rodar mais 45 km até Curitiba. Ao reencontrá-los relatei o meu precário estado físico e despedi-me, por não ter mais nenhuma condição física de acompanhá-los até Curitiba.


O fato é que, ao final dessa saga, eu consegui uma carona de retorno para Curitiba com meu novo amigo Jaime (médico e praticante de corridas de aventura), que ficou na estrada por ter arrebentado a corrente da sua bicicleta, por duas vezes.
O Pedro, com fortes dores nas costas, tentou finalizar o desafio, mas foi vencido pelas dores, chamando resgate familiar.


O Ângelo (apesar da exaustão no final da subida) e o Nascimento finalizaram o desafio com sucesso, chegando em Curitiba, às 14h00min.


De todos os esportes e desafios pessoais que já fiz, sem dúvida nenhuma, esse foi o mais difícil que participei. Transpor 10 km de subidas incessantes, após ter rodado 88 Km, não é uma tarefa fácil, exige excelente preparo físico e intenso trabalho mental.


Enfim, a todos que lá estavam parabéns pela dedicação e força de vontade. Ao Ângelo e Nascimento especial parabéns pela força e preparo físico que demonstraram. Ao dr. Jaime, obrigado pela solidariedade. A minha esposa pelo carinho e compreensão.  

Para ilustrar o desafio trechos do percurso, com dados sobre a altimetria e graus de inclinação da bela Serra da Graciosa (*):




Altimetria
Inclinação
Largada
83.06 m
1,20%
Km 1
95.15 m
2,70%
Km 2
122.5 m
4,70%
Km 3
170.38 m
5,60%
Km 4
226.79 m
7,90%
Km 5
305.80 m
6,10%
Km 6
367.37 m
5,70%
Km 7
424.38 m
6,00%
Km 8
485.25 m
5,40%
Km 9
540.06 m
5,00%
Km 10
590.60 m
6,10%
Km 11
652.53 m
6,50%
Km 12
718.08 m
7,50%
Km 13
793.94 m
7,20%
Km 14
865.89 m
3,40%
Km 15
900.83 m
-3,70%
Km 16
863.43 m
-1,20%
Km 17
850.62 m
0,30%
Km 18
853.89 m
-1,60%
Km 19
837.66 m
0,30%
Chegada
841.00 m
* extraído do sítio: http://www.procorrer.org.br

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Pedala Curitiba - Roteiro 14.10.2010

O roteiro para esta semana é o seguinte:
 
Pça. Garibaldi
Dr. Muricy
Dr. Cruz Machado
Tiradentes (contorna)
Tobias de macedo
Riachuelo
Inacio Lustosa
Av. Candido de Abreu
Ernani S. de Oliveira
Prf. Rosaldo Gomes M.Leitão
Mal. Hermes do Nascimento
São Sebastião
Alberto Foloni
Tomazina
Cel. Amazonas Marcondes
Vicente Ceccarino
Estados Unidos
Equador
Nossa sª da Luz
Itupava
Alm.Tamandaré
Reinaldino S.de Quadros
Com. Macedo
Dr. Faivre
XV de Novembro
Pres. Faria
Pres. Carlos Cavalcanti
Trajano Reis
Praça Garibaldi
 
 
 
Concentração: 20h
Saída: 20h 15 min
Percurso: 15 Km

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Pedal Maringá - Nova Esperança

Como forma de encerrar pedais longos na região de Maringá - dia 11 retorno a Curitiba - optei  por deslocar-me para Nova Esperança, distante cerca de 40 km de Maringá. Dei inicio ao desafio às 9h15min desta sexta-feira. 
Chegando a rodovia fui surpreendido por um forte vento lateral fazendo com que o rendimento fosse bastante prejudicado. Após rodar cerca de 25km cheguei a praça de pedágio da cidade de Castelo Branco e, para minha surpresa, no exato momento em que estava transpondo a chancela, fui sumariamente impedido por um funcionário da VIAPAR (concessionária que administra o trecho) de continuar por aquele caminho, apesar de a discussão ser travada no meio da pista de rolamento. O despreparo daquele cidadão ao não admitir que bicicleta seria um veículo como outro qualquer causou-me intensa revolta e demonstrou seu total desconhecimento sobre o que disciplina o Código de Trânsito Brasileiro (ex vi, art. 96, a, 1, da Lei 9503/1997), bem como revelou, ao que parece, a ausência de política da concessionária na capacitação de seus colaboradores, em especial, sobre como atender os usuários da via. Afinal bicicleta é um veículo que possui prioridade sobre todos os demais, inclusive!

Tirando essa insólita discussão cheguei a Nova Esperança, após pedalar cerca de 1h45min.
No retorno a Maringá, novamente fui incomodado pelo forte vento que, em certos trechos me pegava de frente, chegando a chacoalhar minha bicicleta "a Espoleta".
No final, após rodar mais ou menos 105 km (não sei com precisão pois meu ciclocomputador parou de funcionar), cheguei muito cansado, mas com a cabeça leve em saber que mais um excelente desafio foi concluído com sucesso.


Abaixo as fotos e vídeos da aventura:












video

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Pedal Maringá - Mandaguaçu

Nesta última quarta-feira (06.10.2010) realizei mais um pedal na região de Maringá. Dessa vez resolvi partir sentido Paranavaí. Para esse pedal convidei meu irmão Jonathan (iniciante no mundo das pedaladas) que prontamente atendeu ao convite e me acompanhou até a cidade de Mandaguaçu. Seu aceite me surpreendeu - já que por se tratar de um iniciante no mundo das pedaladas e, levando-se em consideração as três intensas subidas até Mandaguaçu - pensei que fosse recusar, mas se saiu muito bem! 
O percurso foi um teste de fogo para meu novo parceiro, que saboreou uma deliciosa tubaína com paçoca em Mandaguaçu como recompensa (rsrsrs).

Enfim, mais um dia bacana de esporte, suor, confraternização e contato com a natureza se perfez. No final, foram aproximadamente 45 km pedalados e mais uma história para ser gravada nos anais do mundo do pedal!










segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Pedal Maringá-Floresta

Inaugurando trecho na minha terra natal, neste domingo de eleições, resolvi fazer um pedal rumo a Floresta (região de Maringá), pela própria rodovia. A ida é bem tranquila, com generosas descidas e um visual típico de plantações da região. A volta, chegando a Maringá, começam as cobranças daquelas gostosas descidas: as temidas subidas!  Posso aqui destacar duas (da vinheira e do Aeroporto), além de acentuada, são bastante longas. Enfim, um pedal diferente e seletivo, dando um total de 57,5 km rodados, em 2h10min.

Bike na veia e sigam-me os bons!